Você está aqui: Home > Alimentação > Cuidados com alimentação podem garantir saúde e disposição durante carnaval

Cuidados com alimentação podem garantir saúde e disposição durante carnaval

image

Por causa da rotina acelerada, característica dessa época do ano, é importante que seja feita a reposição de energia e líquidos. Para manter o corpo hidratado e garantir um carnaval saudável e sem transtornos, o aumento da ingestão de líquidos é a dica mais importante. A água pura deve ser a primeira escolha, mas podem ser consumidos também suco natural de frutas, água de coco e frutas com maior teor de líquidos, como a melancia. Esta é a orientação inicial de Raquel Maranhão, nutricionista clínica e coordenadora do Serviço de Nutrição do Hospital e Maternidade Santa Lúcia, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Para a reposição de energia, Raquel recomenda a ingestão de pequenas refeições distribuídas várias vezes ao dia, para evitar longos períodos de jejum, o que pode causar hipoglicemia, provocando mal-estar. As refeições devem ser compostas por alimentos leves, de mais fácil digestão, e aqueles pratos gordurosos, condimentados e ricos em sal devem ser deixados de lado. Vale evitar o consumo de alimentos de origem duvidosa ou que ficaram expostos à temperatura ambiente durante longo período, sobretudo, deve-se ter atenção com preparações que contenham molhos, maioneses, embutidos e camarão, que são os que mais provocam intoxicação alimentar.

 
“Nesta época do ano, mais do que nunca, devemos priorizar o consumo de alimentos saudáveis, como frutas, sucos naturais, cereais integrais e alimentos com baixo teor de gordura”, afirma a nutricionista.

 

Raquel indica ainda que, para manter a disposição durante todo o período da folia, é importante, antes de sair de casa, realizar uma refeição reforçada e balanceada e, durante o dia, optar por lanches leves e pequenos. No momento de parada para o almoço, priorizar alimentos que deem energia, como macarrão, arroz e batata, acompanhados, sempre que possível, de verduras, legumes e carnes, fonte de proteína.
 
 Pablo Quesado, clínico geral e chefe da Clínica Médica do Hospital Pasteur, no Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro, alerta para o abuso de álcool, que pode desidratar o corpo, além do hábito de misturar bebidas energéticas com álcool. “Essa combinação pode levar a pessoa ao hospital, já que nem todos os organismos reagem bem ao excesso de estímulos”, explica. Um dos perigos do consumo abusivo de bebidas alcoólicas está relacionado à hipoglicemia, baixa na taxa de glicose sanguínea, que pode levar uma pessoa a desmaios ou ao coma alcoólico.
 
Segundo ele, não há nada que possa diminuir os efeitos que o excesso de consumo de bebidas alcoólicas acarreta. Costumes como beber muita água antes do álcool, ingerir doces, leite ou refrigerantes não ajudam a diminuir os efeitos do excesso de álcool. “A ingestão dessas substâncias podem ajudar a combater sintomas como desidratação e hipoglicemia, mas não corta a embriaguez”, afirma.
 O médico lembra também o perigo de dirigir depois de ingerir bebida alcoólica.  “Tomar uma xícara de café forte, por exemplo, até ajuda a deixar o corpo mais alerta. Mas, de forma alguma, uma pessoa que tenha bebido pode contar com essa alternativa para dirigir depois da festa”, finaliza.  

Responda

Seu email não será publicado

*